2017 scrum-guide-portuguese-brazilian

Publish in

Business

5 views

Please download to get full document.

View again

of 20
All materials on our website are shared by users. If you have any questions about copyright issues, please report us to resolve them. We are always happy to assist you.
Share
Description
1. Guia do ScrumMR Um guia definitivo para o Scrum: As regras do Jogo Novembro de 2017 Desenvolvido e mantido pelos criadores do Scrum: Ken Schwaber e Jeff Sutherland…
Transcript
  • 1. Guia do ScrumMR Um guia definitivo para o Scrum: As regras do Jogo Novembro de 2017 Desenvolvido e mantido pelos criadores do Scrum: Ken Schwaber e Jeff Sutherland Versão em português do Brasil | Brazilian Portuguese
  • 2. ©2017 Ken Schwaber e Jeff Sutherland. Oferecido por licensa sobre a Attribution Share-Alike da Creative Commons, acessível em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/legalcode e também descrita resumidamente em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/. Utilizando este Guia Scrum você you reconhece e concorda que leu e concordou com os termos de atribuição relacionados pelos termos da licensa Attribution Share-Alike da Creative Commons. Página | 2 Índice O propósito do Guia do Scrum.......................................................................................................3 Definição do Scrum ........................................................................................................................3 Usos do Scrum................................................................................................................................4 Teoria do Scrum .............................................................................................................................4 Valores do Scrum ...........................................................................................................................5 O Time Scrum.................................................................................................................................6 O Product Owner .......................................................................................................................6 O Time de Desenvolvimento......................................................................................................7 O Scrum Master .........................................................................................................................7 Eventos Scrum................................................................................................................................9 A Sprint.......................................................................................................................................9 Planejamento da Sprint............................................................................................................10 Reunião Diária..........................................................................................................................12 Revisão da Sprint......................................................................................................................13 Retrospectiva da Sprint............................................................................................................13 Artefatos do Scrum ......................................................................................................................14 Backlog do Produto..................................................................................................................14 Backlog da Sprint......................................................................................................................16 Incremento...............................................................................................................................16 Transparência do Artefato...........................................................................................................17 Definição de “Pronto”..............................................................................................................17 Conclusão.....................................................................................................................................18 Agradecimentos ...........................................................................................................................18 Pessoas.....................................................................................................................................18 História.....................................................................................................................................18 Tradução ..................................................................................................................................18 Mudanças entre os Guias Scrum 2016 e 2017.............................................................................19
  • 3. ©2017 Ken Schwaber e Jeff Sutherland. Oferecido por licensa sobre a Attribution Share-Alike da Creative Commons, acessível em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/legalcode e também descrita resumidamente em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/. Utilizando este Guia Scrum você you reconhece e concorda que leu e concordou com os termos de atribuição relacionados pelos termos da licensa Attribution Share-Alike da Creative Commons. Página | 3 O propósito do Guia do Scrum Scrum é um framework para desenvolver, entregar e manter produtos complexos. Este guia contém a definição do Scrum. Esta definição consiste em papéis, eventos, artefatos e as regras do Scrum que unem os demais e os mantém integrados. Ken Schwaber e Jeff Sutherland desenvolveram o Scrum; o Guia do Scrum é escrito e fornecido por eles. Juntos, eles apoiam o Guia do Scrum. Definição do Scrum Scrum (subs): Um framework dentro do qual pessoas podem tratar e resolver problemas complexos e adaptativos, enquanto produtiva e criativamente entregam produtos com o mais alto valor possível. Scrum é: • Leve • Simples de entender • Difícil de dominar Scrum é um framework estrutural que está sendo usado para gerenciar o trabalho em produtos complexos desde o início de 1990. Scrum não é um processo, técnica ou um método definitivo. Em vez disso, é um framework dentro do qual você pode empregar vários processos ou técnicas. O Scrum deixa claro a eficácia relativa de suas práticas de gerenciamento de produto e técnicas de trabalho, de modo que você possa continuamente melhorar o produto, o time e o ambiente de trabalho. O framework Scrum consiste de times Scrum associados a papéis, eventos, artefatos e regras. Cada componente dentro do framework serve a um propósito específico e é essencial para o uso e sucesso do Scrum. As regras do Scrum integram os papéis, eventos e artefatos, administrando as relações e interações entre eles. As regras do Scrum são descritas ao longo deste documento. Estratégias específicas para o uso do framework Scrum variam e são descritas em outros documentos.
  • 4. ©2017 Ken Schwaber e Jeff Sutherland. Oferecido por licensa sobre a Attribution Share-Alike da Creative Commons, acessível em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/legalcode e também descrita resumidamente em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/. Utilizando este Guia Scrum você you reconhece e concorda que leu e concordou com os termos de atribuição relacionados pelos termos da licensa Attribution Share-Alike da Creative Commons. Página | 4 Usos do Scrum O Scrum foi inicialmente desenvolvido para gerenciar e desenvolver produtos. Iniciando no começo dos anos 90, o Scrum tem sido usado extensivamente, mundialmente, para: 1. Pesquisar e Identificar mercados viáveis, tecnologias e funcionalidades de produtos; 2. Desenvolver produtos e melhorias; 3. Liberar produtos e melhorias frequentes, chegando a várias vezes por dia; 4. Desenvolver e sustentar a Nuvem (online, segura, sob demanda) e outros ambientes operacionais para uso de produtos; e, 5. Sustentar e renovar produtos. Scrum tem sido usado para desenvolver software, hardware, software embarcado, redes de funções interativas, veículos autônomos, escolas, governo, marketing, gerenciar a operação da organização e quase tudo que usamos em nosso dia-dia nas nossas vidas, como indivíduos e sociedades. Como tecnologia, mercado, complexidades ambientais e suas interações tem aumentado rapidamente, a utilidade do Scrum em lidar com a complexidade é provada diariamente. Scrum demonstra efetividade especialmente na transferência de conhecimento iterativo e incremental. Scrum é agora amplamente usado para produtos, serviços e no gerenciamento da própria empresa. A essência do Scrum é um pequeno time de pessoas. O time individual é altamente flexível e adaptativo. Essas forças continuam operando em únicos, muitos, vários, e em redes de times que desenvolvem, liberam, operam e sustentam o trabalho e trabalham produtos de milhares de pessoas. Eles colaboram e interoperam através de arquiteturas sofisticadas de desenvolvimento e ambientes de liberação como objetivo. Quando as palavras “desenvolver” e “desenvolvimento” são usadas no Guia Scrum, elas se referem a trabalho complexo, tais como os tipos identificados acima. Teoria do Scrum Scrum é fundamentado nas teorias empíricas de controle de processo, ou empirismo. O empirismo afirma que o conhecimento vem da experiência e de tomada de decisões baseadas no que é conhecido. O Scrum emprega uma abordagem iterativa e incremental para aperfeiçoar a previsibilidade e o controle de riscos. Três pilares apoiam a implementação de controle de processo empírico: transparência, inspeção e adaptação. Transparência Aspectos significativos do processo devem estar visíveis aos responsáveis pelos resultados. A transparência requer que estes aspectos tenham uma definição padrão comum para que os observadores compartilharem um mesmo entendimento comum do que está sendo visto.
  • 5. ©2017 Ken Schwaber e Jeff Sutherland. Oferecido por licensa sobre a Attribution Share-Alike da Creative Commons, acessível em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/legalcode e também descrita resumidamente em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/. Utilizando este Guia Scrum você you reconhece e concorda que leu e concordou com os termos de atribuição relacionados pelos termos da licensa Attribution Share-Alike da Creative Commons. Página | 5 Por exemplo: • Uma linguagem comum referindo-se ao processo deve ser compartilhada por todos os participantes; e, • Aqueles que realizam o trabalho e aqueles que inspecionam o incremento resultado do trabalho devem compartilhar uma definição comum de “Pronto”2 . Inspeção Os usuários Scrum devem, frequentemente, inspecionar os artefatos Scrum e o progresso em direção ao objetivo da Sprint para detectar variações indesejadas. Esta inspeção não deve ser tão frequente que atrapalhe o objetivo dos trabalhos. As inspeções são mais benéficas quando realizadas de forma diligente por inspetores especializados no trabalho a se verificar. Adaptação Se um inspetor determina que um ou mais aspectos de um processo desviou para fora dos limites aceitáveis, e que o resultado do produto será inaceitável, o processo ou o material sendo produzido deve ser ajustado. O ajuste deve ser realizado o mais breve possível para minimizar mais desvios. O Scrum prescreve quatro Eventos formais para inspeção e adaptação, como descrito na seção Eventos do Scrum deste documento. • Planejamento da Sprint • Reunião diária • Revisão da Sprint • Retrospectiva da Sprint Valores do Scrum Quando os valores de comprometimento, coragem, foco, transparência e respeito são incorporados e vividos pelo Time Scrum, os pilares do Scrum de transparência, inspeção e adaptação tornam-se vivos e constroem a confiança para todos. Os membros do Time Scrum aprendem e exploram estes valores à medida que trabalham com os eventos, papéis e artefatos do Scrum. O Sucesso no uso do Scrum depende das pessoas se tornarem mais proficientes na vivência destes cinco valores. As pessoas se comprometem pessoalmente em alcançar os objetivos do Time Scrum. O Time Scrum precisa ter coragem para fazer a coisa certa e trabalhar em problemas difíceis. Todos focam no trabalho da Sprint e nos objetivos do Time Scrum. O Time Scrum e seus Stakeholders concordam em estarem abertos a todo o trabalho e aos desafios 2 Veja definição de “Pronto”, p. 17
  • 6. ©2017 Ken Schwaber e Jeff Sutherland. Oferecido por licensa sobre a Attribution Share-Alike da Creative Commons, acessível em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/legalcode e também descrita resumidamente em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/. Utilizando este Guia Scrum você you reconhece e concorda que leu e concordou com os termos de atribuição relacionados pelos termos da licensa Attribution Share-Alike da Creative Commons. Página | 6 com a execução dos trabalhos. Os membros do Time Scrum respeitam uns aos outros para serem pessoas capazes e independentes. O Time Scrum O Time Scrum consiste em um Product Owner, o Time de Desenvolvimento e um Scrum Master. Times Scrum são auto-organizáveis e multifuncionais. Times auto-organizáveis escolhem qual a melhor forma para completarem seu trabalho, em vez de serem dirigidos por outros de fora do Time. Times multifuncionais possuem todas as competências necessárias para completar o trabalho sem depender de outros que não fazem parte da equipe. O modelo de time no Scrum é projetado para aperfeiçoar a flexibilidade, criatividade e produtividade. O Time Scrum demonstra-se estar aumentando sua efetividade para todos os usos anteriormente citados, e qualquer trabalho complexo. Times Scrum entregam produtos de forma iterativa e incremental, maximizando as oportunidades para feedback. Entregas incrementais de produto “Pronto” garantem que uma versão potencialmente funcional do produto do trabalho esteja sempre disponível. O Product Owner O Product Owner, ou dono do produto, é o responsável por maximizar o valor do produto resultado do trabalho do Time de Desenvolvimento. Como isso é feito pode variar amplamente através das organizações, Times Scrum e indivíduos. O Product Owner é a única pessoa responsável por gerenciar o Backlog do Produto. O gerenciamento do Backlog do Produto inclui: • Expressar claramente os itens do Backlog do Produto; • Ordenar os itens do Backlog do Produto para alcançar melhor as metas e missões; • Otimizar o valor do trabalho que o Time de Desenvolvimento realiza; • Garantir que o Backlog do Produto seja visível, transparente, claro para todos, e mostrar o que o Time Scrum vai trabalhar a seguir; e, • Garantir que o Time de Desenvolvimento entenda os itens do Backlog do Produto no nível necessário. O Product Owner pode fazer o trabalho acima, ou delegar para o Time de Desenvolvimento fazê-lo. No entanto, o Product Owner continua sendo o responsável pelos trabalhos. O Product Owner é uma pessoa e não um comitê. O Product Owner pode representar o desejo de um comitê no Backlog do Produto, mas aqueles que quiserem uma alteração nas prioridades dos itens de Backlog devem endereçar ao Product Owner. Para que o Product Owner tenha sucesso, toda a organização deve respeitar as decisões dele(a). As decisões do Product Owner são visíveis no conteúdo e na priorização do Backlog do Produto. Ninguém pode forçar o Time de Desenvolvimento a trabalhar em um diferente conjunto de requerimentos.
  • 7. ©2017 Ken Schwaber e Jeff Sutherland. Oferecido por licensa sobre a Attribution Share-Alike da Creative Commons, acessível em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/legalcode e também descrita resumidamente em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/. Utilizando este Guia Scrum você you reconhece e concorda que leu e concordou com os termos de atribuição relacionados pelos termos da licensa Attribution Share-Alike da Creative Commons. Página | 7 O Time de Desenvolvimento O Time de Desenvolvimento consiste de profissionais que realizam o trabalho de entregar um incremento potencialmente liberável do produto “Pronto” ao final de cada Sprint. Um incremento “Pronto” é requerido na Revisão da Sprint. Somente integrantes do Time de Desenvolvimento criam incrementos. Os Times de Desenvolvimento são estruturados e autorizados pela organização para organizar e gerenciar seu próprio trabalho. A sinergia resultante aperfeiçoa a eficiência e a eficácia do Time de Desenvolvimento como um todo. Os Times de Desenvolvimento tem as seguintes características: • Eles são auto-organizados. Ninguém (nem mesmo o Scrum Master) diz ao Time de Desenvolvimento como transformar o Backlog do Produto em incrementos de funcionalidades potencialmente liberável; • Times de Desenvolvimento são multifuncionais, possuindo todas as habilidades necessárias, enquanto equipe, para criar o incremento do Produto. • O Scrum não reconhece títulos para os integrantes do Time de Desenvolvimento, independentemente do trabalho que está sendo realizado pela pessoa; • O Scrum não reconhece sub-times no Time de Desenvolvimento, independente dos domínios de conhecimento que precisam ser abordados, tais como teste, arquitetura, operação ou análise de negócios; e, • Individualmente os integrantes do Time de Desenvolvimento podem ter habilidades especializadas e área de especialização, mas a responsabilidade pertence ao Time de Desenvolvimento como um todo; Tamanho do Time de Desenvolvimento O tamanho ideal do Time de Desenvolvimento é pequeno o suficiente para se manter ágil e grande o suficiente para completar um trabalho significativo dentro da Sprint. Menos de três integrantes no Time de Desenvolvimento diminuem a interação e resultam em um menor ganho de produtividade. Times de desenvolvimento menores podem encontrar restrições de habilidades durante a Sprint, gerando um Time de Desenvolvimento incapaz de entregar um incremento potencialmente liberável. Havendo mais de nove integrantes é exigida muita coordenação. Times de Desenvolvimento grandes geram muita complexidade para que um processo empírico seja útil. Os papéis de Product Owner e de Scrum Master não são incluídos nesta contagem, a menos que eles também executem o trabalho do Backlog da Sprint. O Scrum Master O Scrum Master é responsável por promover e suportar o Scrum como definido no Guia Scrum. O Scrum Master faz isso ajudando todos a entenderem a teoria, as práticas, as regras e os valores do Scrum. O Scrum Master é um servo-líder para o Time Scrum. O Scrum Master ajuda aqueles que estão fora do Time Scrum a entender quais as suas interações com o Time Scrum são úteis e quais
  • 8. ©2017 Ken Schwaber e Jeff Sutherland. Oferecido por licensa sobre a Attribution Share-Alike da Creative Commons, acessível em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/legalcode e também descrita resumidamente em http://creativecommons.org/licenses/by-sa/4.0/. Utilizando este Guia Scrum você you reconhece e concorda que leu e concordou com os termos de atribuição relacionados pelos termos da licensa Attribution Share-Alike da Creative Commons. Página | 8 não são. O Scrum Master ajuda todos a mudarem estas interações para maximizar o valor criado pelo Time Scrum. O Scrum Master trabalhando para o Product Owner O Scrum Master serve o Product Owner de várias maneiras, incluindo: • Garantindo que objetivos, escopo e domínio do produto sejam entendidos o melhor possível por todos do Time Scrum • Encontrando técnicas para o gerenciamento efetivo do Backlog do Produto; • Ajudando o Time Scrum a entender as necessidades para ter items de Backlog do Produto claros e concisos. • Compreendendo o planejamento do Produto em um ambiente empírico; • Garantindo que o Product Owner saiba como organizar o Backlog do Produto para maximar valor; • Compreender e praticar a agilidade; e, • Facilitar os eventos Scrum conforme exigidos ou necessários. O Scrum Master trabalhando para o Time de Desenvolvimento O Scrum Master serve o Time de Desenvolvimento de várias maneiras, incluindo: • Treinando o Time de Desenvolvimento em autogerenciamento e interdisciplinaridade; • Ajudando o Time de Desenvolvimento na criação de produtos de alto valor; • Removendo impedimentos para o progresso do Time de Desenvolvimento; • Facilitando os eventos Scrum conforme exigidos ou necessários; e, • Treinando o Time de Desenvolvimento em ambientes organizacionais nos quais o Scrum não é totalmente adotado e compreendido. O Scrum Mas
  • Related Search
    We Need Your Support
    Thank you for visiting our website and your interest in our free products and services. We are nonprofit website to share and download documents. To the running of this website, we need your help to support us.

    Thanks to everyone for your continued support.

    No, Thanks